Categorias
Produto

copa 2014 – alerta

Bom, quem me conhece sabe que sou totalmente contra trazer este tipo de evento aqui para o Brasil por um motivo bem simples: existem muitas carências a serem resolvidas em nosso país e que são muito mais importantes que uma copa do mundo.

Mas me chamou a atenção um informativo que recebi do Revestir.com:

“Curitiba Copa 2014

No dia 31 de outubro iniciou um ciclo de palestras para alunos e professores dos cursos de arquitetura das universidades PUCPR, UFPR e Positivo, que tomaram conhecimento das propostas para desenvolver o Workshop Curitiba Copa 2014 organizado pela AsBEA-PR.

O ponto alto das palestras foram as explanações do arquiteto italiano, radicado em São Paulo, Bruno Padovane, que demonstrou de maneira objetiva e brilhante, as diversas formas de implantar, com forte impacto urbanístico, um megaevento esportivo e seus desdobramentos positivos. Posteriormente, o engenheiro paulista Fernando Telles, outro especialista na área de arquitetura esportiva, reafirmou a importância de dimensionar adequadamente os diversos formatos que envolvem um estádio esportivo. Por último, o arquiteto Carlos Dellacosta trouxe para o público presente, informações de relevância na hora de selecionar o local do evento.

Vejamos:

As três universidades citadas e envolvidas no evento tem entre seus cursos os de Design:

PUCPR

Desenho Industrial – Programação Visual
Desenho Industrial – Projeto do Produto

UFPR

Design

Positivo

Design – Projeto de Produto
Design – Projeto Visual

Isso sem contar cursos de Engenharias – pra isso os arquitetos vão precisar de muita engenharia – Artes, Turismo e várias outras que DEVEM ser aproveitadas da mesma maneira que arquitetura num evento deste porte. E olha que nem olhei os cursos de pós oferecidos por elas e que sabemos também existem em Design.

No entanto, não se vê movimentação alguma por parte das IES e das coordenadorias de cursos de Design, (produto, grafico, interiores, etc) destas e de outras IES, para inserir nossa área dentro do todo que comporá o projeto final de adequação da cidade de Curitiba às necessidades reais que este evento impõe.

ASBEA, claro, vai tentar fechar ao maximo o acesso de outras áreas à “essa bocada” em benefício umbigusta aos seus associados e nem tanto à importância do evento em si. Jajá aparecem IAB também na parada.

Portanto, creio que nossos amigos Designers, Engenheiros, Turismólogos, Artistas, Light Designers e vários outros devem começar a se movimentar para evitar que isso – projeção ou $$ – sejam aproveitado por poucos quando na verdade deveria ser um bem de TODOS.

E não digo apenas aos de Curitiba não, afinal o Estado todo tem profissionais qualificadíssimos nessas áreas e que certamente poderão contribuir em muito para isso.

Fica aqui o alerta a todos os profissionais de todas as cidades que serão sede da copa 2014.

Fica aqui também, mais um protesto meu contra panelinhas e movimentaçãoes tácitas e falaciosas de alguns grupos.

Por LDDA Paulo Oliveira

Paulo Roberto Gonçalves de Oliveira
Designer de Ambientes e Light Designer

- Formado em Design de Interiores pela UNOPAR orientando sua pesquisa na área de Light Design.
- Especializado em Ensino Superior pela UNOPAR orientando sua pesquisa para a formação e mercado de trabalho do Designer de Ambientes.
- Participou de diversos cursos específicos em Light Design, entre eles os da PHILIPS
- Participou de Mostras de Decoração
- Ministrou palestras em universidades como CESUMAR, UNOPAR, UNIVEM, entre outras.
- Ministra cursos e mini-cursos (extensão) sobre Light Design e Design de Ambientes,
- Associado à AsBAI (Associação Brasileira dos Arquitetos de Iluminação) desde o ano de sua fundação.
- Associado à ABIL (Associação Brasileira de Iluminação), Cart n° 056.
- Mantém na internet um blog pessoal - http://paulooliveira.wordpress.com/ - onde mantém informações e dados específicos sobre as áreas de Design de Interiores/Ambientes, Light Design e Edcação voltada ao Design e é colunista fundador deste blog (www.design.com.br)
- Sua atuação na área teve início com trabalhos de iluminação cênica e cenografia a partir de 1998.
- Colunista da revista Mary in Foco - Curitiba-PR.

Participação na matéria jornalística “Elimine as armadilhas” publicada no dia 09/03/2008 na AT Revista, parte do jornal A Tribuna, de Santos-SP.
http://jornaldigital.atribuna.com.br/reader/default.asp?cp=3

3 respostas em “copa 2014 – alerta”

Pra que movimentação das escolas de Design, se o Designer é apenas um operador de Computadores? Quem irá fazer os projetos gráficos serão os arquitetos. Quem irá fazer a divulgação serão as agencias de publicidade, e quem imprimirá os arquivos serão as gráficas. Os Designers serão apenas os Pedreiros nessa grande obra. E por que isso? Os freelas ainda existirão até lá, fazendo o mesmo trabalho que um Designer faria a um precinho bem mais “competitivo”…rs

estagio no ippuc (instituto de planejamento e pesquisa de curitiba) e o senhor justus aqui em cima tá um pouco equivocado. Primeiro que designer não é operador de computador, nem sei se o que você é pra falar isso. Depois que se tiver usando ironia, usou bem mal…

A circulação de pessoas por lá com reuniões sobre a copa vem acontecendo sempre, principalmente por essa briga que rolou em Curitiba pra escolher o estádio. E o IPPUC tem uma estrutura pra isso, porém a grande nata por lá é composta por arquitetos, por isso, talvez, acontece esse descaso.

Outra coisa é que também sou totalmente contra Copa do Mundo no Brasil a essa altura, onde tem gente precisando comer e precisando de emprego e mais uma porrada de coisa…

Desde quando freela não é designer Justus? Apreciei a ironia presente no seu comentário, mas freela é diferente de micreiro, olha lá hein?!

Quanto ao post em si nem vou comentar pois nem conheço da situação a fundo, mas também sou contra a copa…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *