Seções

Medium-Style Page Transition

It's not too hard, really.

O Abismo entre Design e Programação

Um amigo publicou um post que mostra muito a visão dos “layouteiros” com relação aos “programadores”. Infelizmente em muitas agências ou estúdios há um grande abismo entre um lado e o outro. Acho até que essa visão de lado e outro já traz uma conotação de divisão.

Pois é: de um lado temos os caras que se preocupam (na maioria das vezes) em deixar o site “lindo”, e do outro temos os caras que se preocupam (na maioria das vezes) em deixar o site “funcional”, mesmo que pra isso precise ignorar TUDO o que foi feito pelo anterior.

Não defendo nem um nem outro. Designers tem a mania de montar um lay-out sempre pensando na situação mais adequada: não levam em conta que um titulo pode ter apenas uma letra, ou 20 palavras, que a imagem selecionada pode pedir obrigatoriamente que seja vertical, ou horizontal, que um determinado texto pode ser muitissimo curto, ou longo demais. São coisas que deveriam ser pensadas antes, e simuladas.

Já os programadores acham que tudo não passa de firula: o texto ta grande, diminui a fonte, a imagem ta fora do padrão, escala ela pra uma porcentagem menor, que scroll é esse? bota um scroll padrão ai! A area de texto ficou menor? corta o fundo na metade, sem problema.

É mais do que necessário que programadores e designers conversem, negociem, cheguem a uma solução que seja visualmente e tecnicamente viáveis, mas pra isso o diálogo precisa ser incentivado. Como nas agências mais tradicionais que existe a dupla de criação (redator + designer), eu sou super a favor que existam os trios de criação (redator + designer + programador). Um time assim, coeso e disposto a trabalhar em equipe, faz toda a diferença nas produções digitais.

Como eu disse no comentário ao post do Felipe, eu sempre preferi andar com os designer, e não com os programadores, e numca respeitei essa barreira invisível!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *