Seções

Medium-Style Page Transition

It's not too hard, really.

Brinca comigo?

Confesso no alto de minha soberba que sempre fui uma criança meio besta…hoje, já adulto acredito que já evolui e sou besta por inteiro.

Nunca fui de muitos amigos, preferi os grandes à quantidade. E desde aquela época aprendi a defender aquilo que achava certo.

Na escola, local este freqüentado mais que o desejado, sempre fui bom em humanas e péssimo em ciências exatas. Alias aquele que diz que matemática é uma ciência exata é por que nunca viu Ed Sturges resolvendo uma equação de 2º grau. Reza a lenda que um professor meu teve que entrar em antidepressivos quando eu após 23…sim VINTE E TRÊS tentativas de resolver uma equação destas, consegui apresentar ao mestre 23 resultados DIFERENTES e NENHUM deles o correto. Ciência é exato é berimbau!

E eu era essa balança pedagógica. Se por um lado amava história, a matemática me odiava (e eu a ela em contra partida). Se ia bem em português, química logo se mostrava um mistério para mim, e não me envergonho de dizer que ainda é assim. (NHCL4 que diabos é isso!!!???)

Mas o fato é que na escola tive todas as matérias possíveis, matemática, português, inglês, biologia, história, física, química, arte, e uma enormidade de matérias que não vou transcrever aqui pelo tempo ser curto tal qual a minha memória.

Mas com a paciência dos professores, algum estudo e a mão de Deus eu me graduei e pude escolher minha faculdade. Apesar de já estar trabalhando em agências eu o beócio que vos fala, fui tentar inicialmente Direito (não me perguntem por que.) depois de 2 anos e de uma noite em uma delegacia (também não me perguntem!) eu desisti do Direito, após um tempo para pensar, optei pelo Desenho Industrial. Hoje me encontro totalmente realizado profissionalmente, amém!

O fato é que a primeira escolha foi inconsciente, direito é algo que eu sempre quis fazer desde criança (eu era um moleque peculiar para dizer o mínimo), e tal qual criança eu cismei que ia fazer e fiz…besteira que foi o que acabou se mostrando ser a escolha.

Desenho Industrial não, foi uma escolha sensata, foi conversada com amigos, profissionais da área, meu chefe (que ainda não entendia que diabos eu fui fazer em uma faculdade de Direito mas mesmo assim não me demitiu…esse homem ou é santo ou péssimo empresário.) li e reli a respeito e depois fui fazer meu vestibular, matricula, dias e noites sem dormir para entregar trabalhos e aquele que nunca se cortou com a famigerada faca alfa que atire a primeira pedra!

Bem se você ainda está aqui comigo nesse ponto do texto, certamente deve estar se perguntando:

“O que este néscio, está fazendo em um site sobre design e regulamentação, escrevendo sobre a infância e o estudo primário dele?”

Bem, “querido” leitor , Eu estou transcrevendo a minha infância com um enfoque maior na minha educação por que tirando pequenos detalhes e desvios, acredito eu que a minha educação se assemelha com a de vocês que freqüentam e lêem este texto (o fato de serem aptos para ler já demonstra isso.)

Hoje recebo um convite por um site pessoal de uma pessoa, não vou dizer o nome do santo mas descreverei o “milagre”.

Abaixo transcrição do texto:

“VOCÊ GOSTARIA QUE O DESIGN AUTOMOBILÍSTICO E A SEGURANÇA NO TRÂNSITO SE TORNASSEM PARTE DO CURRÍCULO ESCOLAR E FÔSSEM ENSINADOS DESDE A
PRÉ-ESCOLA, INCLUSIVE EM ESCOLAS PÚBLICAS, AUXILIANDO NO APRENDIZADO DE MATEMÁTICA, CIÊNCIAS, PORTUGUÊS, HISTÓRIA E GEOGRAFIA, TORNANDO-SE A EDUCAÇÃO ARTÍSTICA DO SÉCULO XXI?

Pois este é o projeto educacional do Professor Erasmo Rizzuto, que vem sendo desenvolvido e aplicado com sucesso, desde 1980, sem apoio da imprensa, sem vínculo político ou religioso, nem patrocínio de espécie alguma; Conheça-o e ajude VOCÊ a divulgar!

Esta comunidade destina-se exclusivamente a divulgar as PALESTRAS proferidas pelo Professor Erasmo Rizzuto, versando sobre Transportation Design e Segurança no Trânsito.

Todos aqueles que desejarem receber informações sobre datas e locais das palestras, queiram tornar-se membros, desde já, ficando cientes de que receberão regularmente informativos.

Caso deseje agendar uma palestra em sua cidade, queira visitar:

www.erasmorizzuto.com.br

***Fim da transcrição***

Como podem ver… não resisti e disse o nome do santo…

Genial né?

Que idéia magnífica!

Que se lanhe a regulamentação! VAMOS CRIAR DESIGNERS DESDE A PRÉ-ESCOLA!

Afinal Design é mole de aprender! È um bando de desenhos, um nome legal e voilá eis a mais nova “logomarca” da galera.

Não precisamos de uma faculdade ou universidade, para que?

Basta uma “tia” legal que nos ensine o corel-draw, o photoshop e um biscoito de goiaba no recreio! Eis mais um designer feliz e esse só com 8 anos!

Bauhaus? Ciência comportamental? Psicologia das Cores? Teoria da Percepção?

BESTEIRA!

Você não vai querer confundir a mente infante dessas pobres crianças, vai? Deixa isso de lado e ensina logo o Autocad para elas! Assim elas projetam o “look” do próximo carro que o querido papai delas vai dirigir, a menos que ele seja designer como nós, aê esse ta lanhado porque vai perder o emprego pro filho dele como todos nós iremos!

Afinal eu trabalho hoje por compensação financeira, também conhecido por salário. Um criança designer vai custar muito menos! Afinal basta você dar o mais novo pokemon para elas que elas irão projetar sua sinalização, e ainda vão te achar um tio muito legal!

Se o projeto do digníssimo for à frente em alguns anos, teremos o seguinte dialogo entre clientes e profissionais do design:

Cliente: Você faz o que da vida mesmo?

Profissional: Eu sou Designer…

Cliente: Grandes M&*#@$ …meu filho acaba de formar no C.A e também pegou o diploma dele.

É aquele negócio… não ta querendo ajudar? Numa boa! Mas faz o favor de não atrapalhar!

ARGH!! Alguém pare o mundo que eu quero descer!!!!!

Se alguém estiver curioso para conhecer a comunidade mais a fundo… eis o link:

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=46765377&refresh=1

Mas não digam que eu não avisei!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *