4 minutos

ndesign
A mais de um mês eu estava devendo esse artigo, sobre minha palestra no Encontro Nacional de Estudantes de Design que aconteceu na faculdade AESO de Olinda – PE, mas finalmente rolou o tempinho pra escrever ele todo.

Com cerca de 1 hora e 40 de duração e quatro tópicos para apresentar, comecei falando sobre Sites interativos e sua evolução. Trazendo a visão de todos a evolução perene da internet e seus sites. Como era um site a cinco, oito anos atrás (com poucas funções, apenas informações institucionais, apenas passando informação, nunca recebendo-a) e como são os sites hoje (procuram ao máximo cativar o usuário e captar a informações, seja ela vídeo, texto, música, enfim). Alguns exemplos abaixo.

heineken
Site interativo da Heineken Brasil, com lista sempre atualizada de bares, podcast e com visual ousado para contagiar o público que o visita. ( www.heineken.com.br )

doritos
Hot site do Doritos Brasil, onde há dois projetos de interação diferentes. O Sweet Chilli onde você trabalha com personagens (Doritos Lover) que podem ser manipulados através da webcam e o Doritos Queijo Nacho onde há um viral sobre a campanha “Quer dividir alguma coisa…” e as pessoas podem participar da promoção enviando videos, fotos, etc. ( www.doritos.com.br )

Em seguida parti para os tão famosos Padrões de web, e procurei mostrar ao máximo informações sobre CSS, Usabilidade e um pouco da Interação utilizada dando continuidade ao primeiro tópico, formato de entrega para o programador e como isso transoforma-o em um profissional diferenciado para as agências de hoje. E mostrando que um profissional que tem tal conhecimento se relaciona melhor com o programador. Por ter conhecimento técnico sobre o que ele está fazendo e não apenas a sua teoria.

O proximo tópico eu relacionei com base no passado, que aconteceu Encontro Regional de Design, Sul na Ilha do Mel – PR e percebi que muitos tinham dúvidas em relação a Portfólios como onde/quando? procurei mostrar o diferencial de portfólio e ferramentas para chegar a sua públicação. (Vou procurar listar abaixo as ferramentas que listei lá e mais algumas e também artigos relacionados interessantes).

WordPress.com:
Você pode criar uma conta gratuita no site WordPress.com e manter seu portfólio como um blog.

WordPress.org:

É o mesmo sistema utilizado no wordpress.com porém você que tem que fazer toda a instação, requer um nivel de conhecimento maior e um domínio e hospedagem.

Carbonmade:
O Carbonmade é um gerenciador de portifólios online. O serviço consiste em hospedar e disponibilizar material visual usando uma interface bem interessante e sem precisar de programação alguma.

Porém há limtação para a conta Gratuita, permite apenas a criação de 5 projetos e exibição de 35 imagens em alta resolução. Caso deseje mais poderá comprar a Whoo! que custa 12 dólares mensais e permite a criação de 50 projetos e exibição de 500 imagens e 10 vídeos em alta resolução.

Coroflot:
É uma rede social e lhe possibilita divulgar/cadastrar o seu portfolio e também candidatar-se a trabalhos que são postados na central de trabalhos.

DesignerID:
É uma rede social que permite o cadastro de imagens ilimitadas e busca de profissionais por nicho.

DeviantART:
O site consiste em mais de sete milhões de usuários e com isso estabelece grandes intercâmbios culturais, onde se estabelecem contactos entre todos os tipos de artistas a nível mundial.

Artigos sobre portfólio relacionados que podem ser lidos:
Portfolio na web: dicas e cuidados
Portfólio on-line?

E por fim resolvi mostrar Como algo SIMPLES pode se tornar um mega projeto, Usando um BALDE que surgiu do brainstorm na tarde anterior com alguns amigos: Alvarô, Chicano, Danylo, Felipe, Gustavo, Jotapê, Leon, Saulo (Roraima):

supercoca

Objetivo: Aumentar o networking e conhecer o maior numero de pessoas do evento.

Público Alvo: Mulher

Gráfico – Tinha um logo <S> – Coca.

Produto- Foi pensado em um produto bonito e colorido para chamar a atenção das pessoas que ali estavam.

Usabilidade – As pessoas eram convidadas a beber no balde para isso compramos um balde com as bordas arredondadas, para não cortar a boca das pessoas.

Acessibilidade – Nem todas as pessoas gostariam de virar o balde, para isso tinhamos canudinho, possibilitando ainda assim que as pessoas provassem a bebida.

Interação – Todos podiam beber, porém toda mulher que bebesse e gostasse da bebida era convidada a assinar no balde como feedback e também para dar confiabilidade ao balde para as demais pessoas que eram convidadas a beber.

Tipografia – Foi possivel notar diversos tipos de assinaturas e seus respectivos traços.

Web – Seria possível com fotos do balde, criar um sistema de taggueamento (semelhante ao orkut) onde as pessoas marcassem suas respectivas assinaturas. Possíbilitando as pessoas se conhecerem (ou pelo menos nós conhecermos elas).

´

O conteúdo do balde era: Super-Coca e foi feito por volta de 23 litros (3 Baldes). E o resultado ao final da festa é que não haviam mais parte para assinaturas. Como pode ser visto a baixo.

baldecompleto

Aí está um pouco do que rolou na minha palestra. Agradeço primeiramente a CONE, mais precisamente ao Caroé e a Rebecca que me convidaram. Também a todos que estavam presente e participaram ativamente com perguntas. E também a galera que participou do brainstorm da super-coca. Enfim, todos que conheci no evento. E mandar um salve pra quem roubou o balde da barraca do Jotapê! (pra não dizer outra coisa).

Agora quem responder no comentário do que é feita a famosa Super-Coca, vai concorrer ao livro Super Roads, da Infólio e o resultado sairá no dia 23 de Setembro.

Distribua