Categorias
Gráfico

Palestra: O Designer Gráfico de Futuro

O Senac realiza, no dia 9 de abril, na unidade Consolação, a palestra ?O Designer Gráfico de Futuro?. O objetivo principal é discutir as habilidades e conhecimentos técnicos que o mercado exige hoje e exigirá no futuro de profissionais de design gráfico.

Baseado numa análise crítica sobre o mercado de trabalho e oportunidades de negócios no segmento de comunicação gráfica, serão abordados o que estes profissionais devem saber para se diferenciar num mercado de trabalho tão competitivo e homogeneizado, além de ocupar vagas que estão abertas em vários segmentos devido à falta de pessoas capacitadas.

Além de discorrer sobre nichos pouco explorados, serão apresentadas as tendências e tecnologias que já estão disponíveis e devem ser aplicadas no segmento de produção de conteúdo impresso e o seu reaproveitamento em outras mídias.

Multimídia sem Limites 2008 – Palestra: O Designer Gráfico de Futuro
09 de abril de 2008, das 19:30h às 21h
Evento gratuito ? entrada: dois produtos diferentes de higiene pessoal
Local: Senac Consolação – Rua Dr. Vila Nova, 228, 1º andar, Vila Buarque – São Paulo

Senac
www.sp.senac.br
Tel.: 0800 883-2000

Categorias
Gráfico

Repensar o branding

Repensar. Essa é a palavra de ordem para trabalhar a comunicação na era digital. Repensar as marcas, o marketing#marketing, os consumidores e o design#livro design, é fundamental para o consultor de branding design#branding e estratégia digital Peter Lau, cuja apresentação deu início ao World Web Expo Fórum, evento promovido pelas revistas TI INSIDE, TELETIME e TELAVIVA, nesta terça, 18/3, na Câmara Americana de Comércio (Amcham) de São Paulo.

Para Lau é preciso entender o mundo digital como cultura. ?As pessoas não querem mais apenas sentar no sofá e ver TV. Elas querem participar das mídias?, diz. Assim, surgiu a necessidade de criar interfaces e aplicativos para que as pessoas tenham acesso às informações, segundo o consultor.

Diante deste cenário, torna-se necessário repensar o que é o ?branding#branding?, ou a determinação de posicionamento e a divulgação da marca. Existem, segundo Lau, dois tipos de ?branding?, ?brand image? e ?brand inovation?, que também podem ser entendidos como ?marketing antigo? e ?marketing novo?, respectivamente.

O primeiro seria aquele ultrapassado, no qual os consumidores são meros receptores da mensagem, recebendo promessas dos anunciantes e sendo tratados como audiência passiva.

O segundo tipo de marketing seria aquele baseado no envolvimento com o consumidor, dinâmico, no qual a marca funciona como ?moeda? (utilizada para estabelecer relações entre as pessoas). Para Lau, o primeiro tipo de marketing deve perder poder diante deste cenário digital participativo. ?A marca é como uma pessoa, tem desejos e sonhos. No final, o que ela quer é se envolver em um relacionamento?, compara. ?Experiências geniais fazem com que as pessoas se apaixonem pelas marcas?.

O consultor diz ainda que o sucesso de alguns produtos e marcas pode ser explicado a partir do design. ??Digital experience design?, ou interface entre marca e consumidor, é igual a branding, ou seja, interface é igual a branding. Neste caso, o mais importante é a experiência do usuário e não um logotipo?, afirma. Ele exemplifica com o caso do iPod#ipod, que leva o logotipo da Apple na parte traseira do aparelho, sem qualquer destaque. ?O click wheel é a marca da Apple neste caso?, diz.

Métrica
Peter Lau diz ainda que os profissionais de marketing precisam deixar de lado as métricas atuais para medição de audiência online. Essa métrica deve ser feita com base no tempo em que o usuário interage com a marca.

?Da mesma forma, é preciso criar briefings de experiência não de campanha?, explica. Ele dá a dica para as agências de publicidade: ?Não se pode depender apenas da equipe de criação. É preciso chamar pessoas de design, tecnologia e estratégia?.

O consultor diz ainda que os consumidores mudaram, e que é preciso estar atento às redes sociais, lugares onde eles estão. ?Com banners não é possível chegar ao consumidor?, conclui

Daniele Frederico

Fonte: TI inside

Categorias
Arte Gráfico

InterMinas 2008 – Internet: a nova for

interminas.gif

17 de Maio em Belo Horizonte no Minascentro

As inscrições para o iMasters InterMinas 2008 são limitadas e darão direito a:

  • Acesso ao auditório e interação com palestrantes
  • Material completo de acompanhamento
  • Coffee break
  • Acesso á área de estandes e participação em sorteios
  • Certificado
  • Internet liberada

Inscrições até 30 de Abril

  • Individual(Estudante/profissional) = R$ 50,00
  • Para 2 a 4 pessoas= R$ 45,00 por pessoa
  • Para grupos de 5 ou mais pessoas = R$ 40,00 por pessoa

Palestrantes

Dúvidas: Envie um e-mail para [email protected] ou ligue para (27) 3315 7242

Categorias
Produto

Vidros revolucionam o design dos carros

Teto panorâmico, vidros fotocromáticos e desenhos curvos viraram tendências. Fabricantes buscam unir conforto, elegância e segurança.

Congestionamentos cada vez mais caóticos têm transformado o carro em uma extensão da casa. Por esse motivo, a preocupação dos designers de automóveis hoje é criar um ambiente cada vez mais confortável e natural para o motorista. Assim, o vidro se torna um dos principais materiais utilizados pelas montadoras para reforçar a interação do interior do veículo com o ambiente ? como é o caso dos tetos panorâmicos ? e tornar o carro mais atraente.

Leia a matéria completa de Priscila Dal Poggetto no G1

Categorias
Produto

Ugur Sahin Design revela o Corvette Z03 Concept

A Ugur Sahin Design foi fundada por Axel van Mourik e Ugur Sahin, em 2007. O Z03 Concept será o seu primeiro modelo a ser fabricado.

Leia mais sobre o concept no Auto Hoje.

Categorias
Produto

Ajorsul chega aos 50 anos com intensa agenda

Com 380 empresas associadas, a Associação do Comércio de Jóias, Relógios e Óptica do RS (Ajorsul) completa 50 anos no próximo dia 18. De acordo com o presidente da entidade, Rogério Sperb Rodrigues, a meta para este ano é dar continuidade ao desenvolvimento dos setores, através de palestras, oficinas, consultorias de design e duas grandes feiras anuais dirigidas a empresários, uma em março e outra em setembro:

  • Ajorsul Fair ? ocorre no Centro de Eventos da Fiergs, de 27 a 30 de março
  • XIX Ajorsul Fair Mercoóptica

Leia a matéria completa na ASN.

Categorias
Gráfico

25 melhores logos de bandas

Nando Rocha mandou no Twitter a lista publicada no Spinner:

ramones.jpg

A marca dos Ramones#ramones foi escolhida na 25ª posição. Veja a lista completa.

Categorias
Gráfico

Broadcasting no papel com a ajuda de celulares

spectacle.gif

Imagine prolongar a vida útil, do conteúdo de uma revista, até que o próximo número seja lançado.

É isso que a Spektacle faz. O conteúdo extra, é transmitido para o celular. A tecnologia que disponibiliza isso é o QR-Code que funciona como um parente evoluído do código de barras. O QR-code é a representação bidimensional de dados de maior potencial de popularização nos próximos anos. Já é usado em larga escala no Japão.

Como funciona?
Aponte a câmera do celular para o código. Fotografe. Decodifique a mensagem através de um software próprio e receba o conteúdo fresquinho e complementar a sua revista de papel. Não é intrusivo, pois só vai atrás da informação extra, quem quer.  Para quem quiser gerar seu próprio QR code.

Os japas já evoluiram e já é possível inserir ilustrações no meio do caótico QR-code gerado.

Categorias
Produto

F

O Fórum de Inspirações Verão 2009, evento que irá antecipar as informações sobre moda e design para o setor coureiro-calçadista de todo o Brasil a partir de fevereiro, irá oferecer também possibilidades de comercialização direta entre fornecedores de componentes e fabricantes de calçados. Em seis pólos calçadistas, de um total de 21 percorridos pelo Fórum, haverá Rodadas de Negócios pré-agendadas, aproximando os associados da Assintecal e dos sindicatos parceiros de potenciais clientes.

Veja o calendário:

  1. Novo Hamburgo/RS (27/2) das 10h às 17h
  2. São João Batista/SC (4/3) das 13h às 19h
  3. Franca/SP (5/3)
  4. Nova Serrana/MG (26/3)
  5. Goiânia/GO (2/4)
  6. Campina Grande/PB (16/4)

As empresas participantes do Fórum inscritas para o Espaço Preview terão espaço gratuito nas Rodadas de Negócios, assim como associados de sindicatos e associações locais parceiras do projeto (limite de 10 vagas por pólo). Associados da Assintecal que não integram o Fórum poderão participar com investimento diferenciado.

Mais informações podem ser obtidas nos escritórios da Assintecal:
(51) 3584-5200 / Nova Hamburgo
(11) 3255-8191/ São Paulo
(14) 3621-1758 / Jaú
(16) 3723 3335 / Franca
(18) 3634-2999 / Birigui

Leia a matéria completa na Assintecal.

Categorias
Gráfico Produto

ExpodesignPUC-Rio

Entre os dias 7 e 11 de abril será realizada a ExpodesignPUC-Rio, que acontece no pilotis da universidade. O evento é uma mostra de projetos elaborados no curso de desenho industrial da PUC-Rio.

O principal objetivo, segundo os organizadores, é o de expor as tendências e conceitos dos projetos pertencentes aos alunos da instituição, dando maior visibilidade ao design de qualidade produzido por eles.

Quando: de 7 a 11 de abril
Local: PUC-Rio
Onde: Rua Marquês de São Vicente, 225,
Gávea – Rio de Janeiro, RJ – Brasil

Via design informa

Categorias
Arte Gráfico Produto

design-police. A cartela de adesivos do designer atento

design_police.gif

São 5 paginas de adesivos (em inglês) com expressões de denúncias e sugestões de modificações para melhorar o design.
Coisas como:

  • Ajuste o espacejamento!
  • Consulte um tipógrafo
  • Comic Sans é ilegal
  • Hifenise
  • Legível até do espaço
  • Necessário um microscópio
  • Ilegível
  • perigo: não use Word Art
  • Insira uma quebra de linhas
  • Desligue o CAPS LOCK
  • Alerta: Espacejamento duplo!
  • Microsoft Word não é ferramenta de design
  • Faça de forma simples
  • Consulte um designer gráfico
  • Idéia roubada de:
  • Estilo copiado de:
  • Alinhe isso!
  • Boa idéia perdida em execução pobre
  • Aprenda teoria das cores
  • Isso não comunica
  • Não use clipart
  • Imagem esticada
  • Design cliché
  • Fotógrafo necessário
  • Ilustrador necessário

Quem tiver disposição de traduzir todos, manda pra cá que hospedo com créditos! E não se esqueça de incluir o “logomarca não existe

Imprima e use com propriedade e sem dó. Dica do Nando Rocha no Twitter.
Por favor certifique-se que esses adesivos serão usados para propósitos legítimos. Você é responsável pelo bom uso destes. O Design Police não tolera vandalismo ou dano criminal.

Categorias
Gráfico

Dr. Brand responde II

Nome: Edy
Pergunta: Minha pergunta é com relação ao termo \”tendência\” que muitas vezes é utilizado em casos de \”plágio\”, pois as pessoas citam que algo é parecido pelas tendências do mercado. Seria interessante a exata explicação de tal termo para que futuros plágios não o recebam para tapar o sol com a peneira. O que é tendência e como ela se aplica?

Resposta: Já me deparei com alguns argumentos assim. Temos primeiro que definir a questão do mercado. O mercado gráfico pode ter tendências técnicas relativas ao tempo e de acordo com o avanço da tecnologia. Isso pode levar à marcas semelhantes, mas deve ser analizado caso a caso. Havendo confusão ou possibilidade de associação na cabeça do consumidor, as marcas conflitam sim e só a anterior poderá ser registrada. Se estamos falando do mercado pertinente ao produto ou serviço que essa marca assinala, igualmente pouco importa a “tendência”. Se gera confusão ou associação já era… é o que você chamou de “plágio”.

A palavra “plágio” é mais utilizada qdo se fala de Direito Autoral, mas não está errada já que significa cópia. Mas normalmente, no caso de Registro de Marca ou de Patente de Invenção, se usa o termo contrafação, conhecida popularmente como pirataria, que também querem dizer cópia. Resumindo, “tendência” de mercado é um argumento que considero fraco num caso de cópia, mas devemos analisar caso a caso.

Dr. Brand
Interpretou Dr. Brand Arthur Felipe Cândido Lourenço (MC Araújo Consultoria em Propriedade Industrial)

Também tem dúvidas? Pergunte para Dr. Brand, utilizando esse formulário.

Categorias
Produto

2007 foi o ano do design do bem

Foco de nove entre dez projetos, a sustentabilidade se transformou em palavra de ordem no design

O Estado de São Paulo
Domingo, 6 janeiro de 2008

Marcelo Lima

Tampo de cristal de última geração e base em ripas de caixote. Combinação inusitada? Decerto. Mais ainda se considerado o pai da façanha: o arquiteto Aurélio Martinez Flores, purista em sua arquitetura, mas que optou pela madeira reciclada para desenvolver uma sofisticada e exclusiva linha de móveis para a Firma Casa. Mesas e poltronas de acabamento primoroso, que fazem de suas imperfeições seu principal recurso.

Foco de nove entre dez projetos, em 2007, a sustentabilidade se transformou em palavra de ordem no design. Em alta entre os profissionais, matérias-primas recicláveis como vidro, metal e madeira voltam a ocupar um espaço até bem pouco tempo ambicionado pelos plásticos. Como na Bergère Glass, poltrona de cristal de Guilherme Leite Ribeiro e André Bastos, construída a partir de um desenho de 1720.

Ícone do design brasileiro e mestre no tratamento da madeira, Sergio Rodrigues também marcou presença e comemorou seus 80 anos em grande estilo. Além da Mole, suas cadeiras Oscar e Lúcio Costa foram reeditadas pela Dpot e recebidas com entusiasmo pela crítica e o público, em retrospectiva na última edição da Semana do Design de Milão.

Área na qual os avanços tecnológicos se fazem sentir com maior nitidez, em 2007, a iluminação não fugiu à regra e fez da redução do gasto energético sua maior prioridade. Na raiz das transformações, o advento dos ?leds?: diodos de baixo consumo, cada vez mais potentes. Tecnologia presente na Cut, luminária de Fernando Prado, da Lumini, que além da primeira colocação no International Forum Design, de Hannover, Alemanha, conquistou o primeiro lugar em sua categoria na premiação do Museu da Casa Brasileira.

Sensível a valores de ordem simbólica, o projeto industrial – direcionado à produção e ao consumo em larga escala – reservou também boas surpresas para o consumidor. Caso do sistema Carrapixxxo, que marca a primeira incursão do designer Guto Índio da Costa na área de mobiliário e lhe deu a lhe deu a primeira colocação no Salão Design Casa Brasil: dono de uma leveza ímpar, com prateleiras que parecem flutuar, o projeto propõe inúmeras combinações para a montagem de estantes. Uma elegância rara, perceptível ainda na coleção desenvolvida por Arthur Casas para a Riva: utilitários e talheres, dede aço e prata, inspirados no desenho da cobra jararaca.

Nos domínios da decoração, o ano de 2007 assinalou a primeira experiência da marca Casa Cor em terras européias. Mais especificamente na capital da Suécia, Estocolmo, onde, na versão inaugural, o evento reuniu 60 profissionais, incluindo brasileiros. Destaque para o Brazilian Reading Room, de Patrícia Martinez: uma sala de contornos femininos e tonalidades suaves, onde a arquiteta homenageia seu país fazendo bom uso das fibras naturais.

Por aqui, a Casa Cor São Paulo e Rio não ficou imune às preocupações com a reciclagem das matérias-primas. Um exercício levado a cabo, por exemplo, no Bar do Condomínio assinado por Brunete Fraccaroli, que trouxe para a elegante sede do jóquei paulistano a sua versão muito particular de luxo: uma luminosa parede sugerindo cristais, mas construída, de fato, a partir de garrafas de água PET empilhadas.

Além das embalagens plásticas, a madeira reciclada foi hit na mostra carioca, aparecendo em profusão na sala de Patrícia Carvalho e Adriana Graça Couto. Ou ainda no vanguardista ambiente de Maurício Nobrega, onde, num futuro não muito distante, caixotes substituirão mesas de cabeceira – a conferir em 2008

Categorias
Produto

Maxdoor, a porta do Maxhaus projetada pela N

“O censo comum acredita que uma porta serve para fechar e abrir. No entando quando pensamos mais a fundo sobre este objeto, percebemos que na realidade, a porta é um divisor e, ao mesmo tempo um elo entre dois ambientes.

É através dela que o usuário seleciona o que pode ou não pode ser transferido de um lugar para o outro. Um porta de entrada não existe sozinha: campainha, olho mágico, porta cartas, chave, maçaneta, numeração são alguns exemplos de elementos que compõe o sistema de controle de entradas e saídas que tem na porta o seu carro chefe.

Através desse detalhamento das interações existentes na entrada de uma residência é que nasceu a Maxdoor. Nela tudo é diferente de uma porta convencional. Encomendada para o Nódesign a Maxdoor tem como principal objetivo ser um símbolo de entrada para o mundo Maxhaus.
O Maxhaus é o mais ousado e revolucionário empreendimento imobiliário feito no Brasil. Mais do que um empreendimento imobiliário, o Maxhaus é uma nova filosofia de morar.”

maxdoor.jpg

( o site é um show a parte, e tem um maxhaus virtual onde já criei uma versão de QG pro Dg+ DESIGN-SE.
Visite-nos apartamento 1380)

maxhaus.jpg

Categorias
Arte Gráfico

Lan

180mag1.gif

Lucaz Mathias manda avisar pela lista dG:

Revista 180 MAG, projeto desenvolvido pro ele em parceria com a FCB Editora.  A publicação é direciona ao público jovem (20-35 anos) no Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte de  São Paulo.

Existe uma seção (HYPE, pag. 38 do  PDF) que  irá contar a cada edição com um texto de pensamento livre (voltado a comportamento e relações humanas) e uma ilustração. na primeira edição a ilustração é dele. Os interessados em ilustrar ou colaborar com textos para as próximas edições entrem em contato. www.lucazmathias.com

Site
www.180mag.com.br

PDF
http://www.180mag.com.br/pdf/180mag001.pdf